Thursday, October 05, 2006

Tomar partido

O tratamento dado pelas televisões à manifestação de professores, que teve lugar hoje, em Lisboa, é exemplificativo da influência (pressão?) que o governo exerce sobre os media. Segundo parece, terá sido a maior manifestação de uma classe profissional realizada depois do 25 de Abril, mas foi relegada para posições secundárias nos alinhamentos dos telejornais. A SIC Notíciais foi ainda mais longe, convidando o secretário de estado, Jorge Pedreira, para "comentar" a manifestação e vir apresentar os seus argumentos. Fantástico!
ADENDA 1: até ao colocar Jorge Pedreira na primeira linha de resposta do ME às reivindicações dos professores, o governo manifesta a pouca importância que dá a esta contestação.
ADENDA 2: o Abrupto faz-se eco de uma carta de um leitor, sobre a forma como a RTP tratou a reportagem da manifestação.

2 comments:

João Melo said...

e as "cartas" continuam...

Pinho Cardão said...

Caro Crack:
Os critérios jornalísticos são insondáveis. Nem podem ser postos em causa,nomeadamente por quem não possui o gene, sem o qual não se pode ousar nem uma pequena penetração em tal mistério...