Thursday, December 06, 2007

O jogging em inglês técnico

Quando o nosso Primeiro vai em visitas oficiais, é fatal como o destino, é vê-lo em equipamento Nike a dar à perna por avenidas fechadas, em deferência pelo seu prazer em correr em terra alheia, debaixo das objectivas dos paparazzi de ocasião.
Por cá, no dia-a-dia da santa terrinha, o mais que se lhe vê correr é a língua, quando, no hemiciclo do Parlamento, em cima dos delicados sapatinhos Prada, desanca os papalvos da oposição, que o votito popular lá colocou, como figurantes de luxo. No nosso cinzento quotidiano, bem podemos vasculhar a capital à procura de tão ilustre corredor de fundo, que o homem não põe os pés nas lusas vias, a não ser que evento popular o estimule, a bem dos flashes que piscam o olho ao voto popular, que, com tal proeza, visa conquistar.
Pois aqui fica um pedido - pelo menos que não termine a presidência portuguesa sem que o Primeiro engenheiro (?) dê um ar da sua graça, em calções da nova colecção Nike. Pode aproveitar a Cimeira EU/África para uma suada estafeta entre a tenda de Kadaphy e o Parque das Nações, ou a assinatura do Tratado, para uma meia maratona entre São Bento e os Jerónimos. Vá lá, nós merecemos, se não os tugas todos, pelo menos aqueles que votaram em si e que não devem ser apreciadores de outro esforço que não o de pernas, ou não estaríamos entregues a tão desportiva gente!

1 comment:

Carreira said...

Adorei o texto.
Parabéns!
Um abraço,

JOsé Carreira (www.cegueiralusa.com)